Retrofit Luminotécnico

642404_75e47898ebe740d8bc19710160d936d8-mv2

    As pessoas às vezes acham estranho quando conto que trabalho com Retrofit Luminotécnico, ou não conhecem muito sobre o meu trabalho, portanto achei legal explicar um pouquinho sobre o Retrofit Luminotécnico.


     Retrofit é um termo da engenharia para o processo de modernização de algum equipamento obsoleto ou fora das normas técnicas. Em iluminação, o Retrofit Luminotécnico se refere à adequação da iluminação de qualquer ambiente (residencial/comercial), interno ou externo.


    Em 2001, uma crise energética assolava o Brasil. Com apagões e campanhas governamentais para economia de energia, houve um grande movimento para a troca das lâmpadas convencionais de tungstênio (lâmpada incandescente) por lâmpadas fluorescentes compactas e fluorescentes tubulares. Este movimento de troca de lâmpadas obsoletas por outras mais modernas foi, nada mais nada menos, que um Retrofit Luminotécnico!


    Durante o “apagão”, vários comentários inverídicos/lendas existiam para evitar o retrofit para lâmpadas fluorescentes. Hoje, a história se repete e as pessoas costumam ter uma certa aversão às lâmpadas LED, com argumentos, por exemplo, de que elas não iluminam como as fluorescentes. Entretanto, a tecnologia LED se desenvolveu de forma veloz e atualmente um bom designer de iluminação consegue realizar o retrofit iluminando do mesmo jeito que antes (ou melhor!) e gastando pouco.

 

   O assunto fica mais interessante quando a conta cai mais leve no bolso. Para a felicidade dos consumidores, a tecnologia LED está ficando com preços cada vez mais baixos. Dados do site G1 informam que, numa casa com 2 quartos e 8 lâmpadas incandescentes ligadas por 8h por dia, se substituídas por fluorescentes ou leds,economizam:

 

   Esta tabela ignorou a quantidade de vezes que se faz a troca das lâmpadas fluorescentes durante estes 10 anos. A vida útil da lâmpada de LED é de 15.000 a 25.000 horas, sendo que as lâmpadas fluorescentes compactas ou tubulares possuem aproximadamente 8.000 horas de vida útil. Lembre-se: as lâmpadas fluorescentes são feitas de material frágil, enquanto algumas lâmpadas de LED possuem maior resistência a impactos, por serem feitas de material plástico.

 

   Quando se trata do descarte das lâmpadas, as lâmpadas LED não agridem o ambiente como as fluorescentes, que possuem metais que podem contaminar o solo e a água quando são descartadas de maneira incorreta – e realmente: as fluorescentes quando queimam são apenas jogadas no lixo ao invés de serem destinadas aos pontos de coleta para reciclagem.

 

   Para completar as informações, as lampadas de filamento foram proibidas por durarem pouco e consumirem muito, possuindo baixa eficiência energética. Em breve, as lâmpadas fluorescentes também podem ser retiradas do mercado, pois a tecnologia LED avança rapidamente.


Texto adaptado do Blog de www.torres.ga

Priscilla Tôrres

Priscilla Tôrres

Lighting Designer e Designer de Interiores